Prémio Calouste Gulbenkian Direitos Humanos 2019 - Candidaturas de 4 mar a 30 abr 2019

gulbenkian.png

Encontram-se abertas as candidaturas à edição de 2019 do Prémio Calouste Gulbenkian Direitos Humanos.

O Prémio pretende distinguir pessoas singulares ou coletivas sem fins lucrativos que se tenham destacado internacionalmente, em especial na temática da liberdade de expressão, informação e imprensa, e tem um valor de 100 mil euros.

As candidaturas devem ser submetidas em língua inglesa, entre os dias 4 de março e 30 de abril de 2019.

Mais informação sobre este e outros Prémios da Fundação Calouste Gulbenkian poderá ser encontrada em https://gulbenkian.pt/fundacao/premios/premios-gulbenkian/

II Encontro Intercalar dos Investidores da Diáspora - Funchal, de 24 a 26 de julho de 2019

LOGO 11 ENCONTRO.png

Por iniciativa dos Senhores Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas e Vice-Presidente do Governo Regional da Madeira, o II Encontro Intercalar dos Investidores da Diáspora decorrerá no Funchal, nos dias 24 a 26 de julho próximo. Será organizado pelo Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora e pela Direção Regional de Economia da Vice-Presidência do Governo Regional da Madeira em parceria com a Invest Madeira.

O projeto de programa será disponibilizado a breve trecho e publicado no separador GAID do Portal das Comunidades, na ligação https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/gabinete-de-apoio-ao-investidor-da-diaspora-gaid#ii-encontro-intercalar-de-investidores-da-diaspora-funchal-madeira-2019.

Dado que o Fórum Anual das Comunidades Madeirenses decorrerá no dia 24 de julho, com uma participação que interceta em parte a do Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora, no final desse mesmo dia terá lugar uma receção na Quinta da Vigia, que marcará simultaneamente o encerramento daquele Fórum e o início do II Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora. No dia 25 de julho decorrerão as sessões de trabalho, incluindo alocuções institucionais e apresentações de empresas (sobretudo da diáspora madeirense). O dia terminará com um jantar oficial. No dia 26 de manhã estão previstos dois programas temáticos com visitas a empresas e projetos.

 No que consubstancia uma evolução relativamente aos anteriores Encontros, o formato do Encontro Intercalar da Madeira procurará proporcionar aos participantes mais tempo e espaço para ampla interação, networking e partilha de experiências e boas práticas, e colocará um maior enfoque nas apresentações dinâmicas de iniciativas de empreendedorismo da Diáspora e nas visitas temáticas a projetos e empresas. A presença de stands institucionais na área envolvente do evento conferirá ao Encontro a dimensão informativa que é sempre central e necessária neste tipo de eventos. O contexto temático será, naturalmente, direcionado para o âmbito regional e para as especificidades da Região Autónoma da Madeira.

CARTA 11 ENCONTRO.png

I Congresso Mundial das Redes da Diáspora (Porto, 13 - 14 de julho) - Prorrogação do prazo de inscrição

Face a numerosas manifestações de interesse e a questões colocadas, o prazo de inscrição para participação no I Congresso Mundial das Redes da Diáspora (Porto, de 13 a 14 de julho) foi prorrogado até 28 de junho.

 Recorda-se que as inscrições deverão ser efetuadas para o correio eletrónico congressodiaspora@mne.pt , que poderá ser também utilizado para esclarecimento de questões e dúvidas.

 O programa será disponibilizado em breve no Portal das Comunidades, em https://www.portaldascomunidades.mne.pt/pt/destaques/813-i-congresso-mundial-das-redes-da-diaspora-portuguesa

Eleição dos deputados para o Parlamento Europeu - Recenseamento Eleitoral e datas e horário da eleição

Com a publicação do Decreto nº 14-R/2019, de 26 de fevereiro, Sua Excelência o Presidente da República fixou o dia 26 de maio do corrente ano para a realização da eleição dos deputados para o Parlamento Europeu.

Com a entrada em vigor da Lei nº 47/2018, de 13 de agosto, que alterou o regime jurídico de recenseamento eleitoral:

a)      o número de eleitor foi eliminado;

b)  os cadernos eleitorais passaram a ser organizados por ordem alfabética devendo os eleitores, nos termos da Lei, identificar-se com seu documento de identificação civil, ou outro, quando for o caso.

Em cumprimento do n.º 3 do artigo 5º da Lei nº 47/2018, as inscrições e demais operações de atualização do Recenseamento Eleitoral suspendem-se no dia 27 de março de 2019, ou seja, só podem ser aceites inscrições até ao dia 26 de março de 2019, inclusive.

Como já sucedeu em 2014, o escrutínio no estrangeiro e a votação por parte de eleitores inscritos nos cadernos de recenseamento no estrangeiro ocorrerá nos próximos dias 25 e 26 de maio próximo, nos serviços periféricos externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

ALERTA: A votação no dia anterior ao marcado para a eleição decorre entre as 8 e as 19 horas (horário local) e no dia da eleição das 8 horas (locais) até à hora limite do exercício do direito de voto em território nacional (20 horas em Lisboa).

Em 2019 há eleições: Exprima a sua vontade – VOTE.

Com o seu VOTO diga NÃO à indiferença!

ballot-black-and-white-black-and-white-1550337.jpg

I Congresso Mundial das Redes da Diáspora Portuguesa - Porto, 13 e 14 de julho de 2019

AVISO

 

I Congresso Mundial das Redes da Diáspora Portuguesa

Porto, 13 e 14 de julho de 2019

 

A iniciativa tem como objetivo reunir e colocar em interação os protagonistas das Redes dos Portugueses da Diáspora, enquanto agentes particularmente ativos e reconhecidos, quer na comunidade portuguesa em que se inserem, quer na sociedade do respetivo país de acolhimento, para proceder a uma reflexão alargada sobre o trabalho realizado até ao presente com as comunidades portuguesas e, sobretudo, debater perspetivas de colaboração futura, com formulação de sugestões e recomendações.

 

Em particular, chamamos a atenção para os cidadãos portugueses e lusodescendentes eleitos para cargos políticos  e comunitários no estrangeiro e bolseiros, investigadores e cientistas, que estudam e trabalham no estrangeiro, pelo diferente grau de inserção e participação da nossa diáspora nas sociedades de acolhimento e graduados.

 

Segue abaixo o programa do I Congresso Mundial das Redes da Diáspora Portuguesa:

 

Local:  Auditório da Ordem dos Contabilistas Certificados, Largo 1º de Dezembro, 43

 

Dia 13 – Sábado - Trabalhos do Congresso

09h30m - Sessão plenária de abertura com intervenções de convidados especiais

 

10h30m - Sessões de trabalho temáticas considerando aos seguintes grupos:

1 - Redes de Associativismo da Diáspora;

2 - Redes de Ciência e Conhecimento – Investigadores e Académicos da Diáspora;

3 - Redes da Economia e Desenvolvimento – Empreendedores da Diáspora;

4 - Redes de Cidadania – Luso Eleitos e Conselheiros das Comunidades Portuguesas;

5 - Redes Apoio Local - Gabinetes de Apoio ao Emigrante

6 – Órgãos de Comunicação Social da Diáspora

 

13h00m - Almoço volante

 

14h30m - Continuação dos trabalhos das mesas temáticas

 

17h30m - Sessão Plenária de Encerramento com os relatores dos grupos de trabalho e apresentação das recomendações e conclusões. Intervenções de encerramento.

 

20h00 - Jantar oferecido pelo Presidente da Câmara do Porto.

 

Dia 14 –Domingo – Programa Social promovido pelo Município.

 

Para mais informações e inscrições:

I Congresso Mundial das Redes da Diáspora - Informações

congressodiaspora@mne.pt

 

Organização:

Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas

Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas

 

Apoio:

Câmara Municipal do Porto

Ordem dos Contabilistas Certificados

 

ELEIÇÕES LEGISLATIVAS – 6 DE OUTUBRO DIREITO DE OPÇÃO DOS ELEITORES RESIDENTES NO ESTRANGEIRO

Atendendo ao definido no art.º 79º F, da Lei Orgânica nº 3/2018 de 17 de agosto, que consagra o direito de opção dos eleitores residentes no estrangeiro (página 4204, DR 1ª série, nº 158):

 

1 – A opção entre o voto presencial ou o voto por via postal por parte dos eleitores residentes no estrangeiro é feita junto da respetiva comissão recenseadora até à data da marcação de cada ato eleitoral.

 

2- Os eleitores recenseados no estrangeiro que não exerçam o seu direito de opção entre votar presencialmente ou votar por via postal até à data da convocação de cada ato eleitoral, votam por correspondência.

 

3- A opção referida no número anterior pode ser alterada a todo o tempo junto da respetiva comissão recenseadora no estrangeiro, salvo no período entre a data da marcação e a realização de cada ato eleitoral.

 

Ou seja, este direito de proceder à alteração cessará no momento em que a decisão do Senhor Presidente da República anunciada for publicada em Diário Oficial.

(Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa, Professor Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou para o próximo dia 6 de outubro de 2019 a realização das próximas Eleições Legislativas -  http://www.presidencia.pt/?idc=10&idi=157713&action=7)

 

 VOTO ANTECIPADO

Podem votar antecipadamente os seguintes eleitores recenseados no território nacional quando deslocados no estrangeiro[i]:

 

a)      Por inerência do exercício de funções públicas;

b)      Por inerência do exercício de funções privadas;

c)       Quando deslocados no estrangeiro em representação oficial de seleção nacional, organizada por federação desportiva dotada de estatuto de utilidade pública desportiva;

d)      Estudantes, investigadores, docentes e bolseiros de investigação deslocados no estrangeiro em instituições de ensino superior, unidades de investigação ou equiparadas reconhecidas pelo ministério competente;

e)       Doentes em tratamento no estrangeiro.

f)       Os cidadãos que vivam ou que acompanhem os eleitores mencionados nas alíneas anteriores, nos termos da alínea f), do n.º 2, do artigo 70.º-B.

 

Os eleitores acima mencionados, quando deslocados no estrangeiro, podem exercer o direito de voto nos dias 24, 25 e 26 de setembro de 2019, junto das representações diplomáticas, consulares ou nas delegações externas dos ministérios e instituições públicas portuguesas previamente definidas pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, nos termos do artigo 70.º -E, da Lei Orgânica n.º 3/2018, de 17 de agosto.

 

ALERTA: Só serão considerados os votos antecipados recebidos nas mesas das assembleias e secções de voto respetivas, até às 8 da manhã do dia 26 de setembro de 2019[ii].

 

[i] Nos termos do disposto no artigo 79.º - A, da Lei n.º 14/79, de 16 de maio, com as alterações introduzidas pelas Declarações de 17 de agosto de 1979 e de 10 de outubro de 1979, Decreto-Lei n.º 400/82, de 23 de setembro, Lei n.º 14-A/85, de 10 de julho, Decreto-Lei n.º 55/88, de 26 de fevereiro, Leis n.º s 5/89, de 17 de março, 18/90, de 24 de julho, 31/91, de 20 de julho, 55/91, de 10 de agosto, 72/93, de 30 de novembro, 10/95, de 7 de abril, 35/95, de 18 de agosto e Leis Orgânicas n.ºs 1/99, de 22 de junho, 2/2001, de 25 de agosto, 3/2010, de 15 de dezembro, 1/2011, de 30 de novembro, Lei n.º 72-A/2015, de 23 de julho e Leis Orgânicas n.ºs 10/2015, de 14 de agosto e 3/2018, de 17 de agosto, aplicável por remissão à eleição do Parlamento Europeu.

[ii] Dia e hora previstos no n.º 1, do artigo 32.º do Decreto-Lei n.º 319-A/76, que Regulamenta a eleição do Presidente da República e é aplicável à eleição para o Parlamento Europeu.

 

 

 

Em 2019 há eleições: Exprima a sua vontade – VOTE.

Com o seu VOTO diga NÃO à indiferença!

 

ballot-black-and-white-black-and-white-1550337.jpg

Cursos de Português - Abertura de inscrições

Venha estudar Português conosco!

 

O Instituto Camões e a Embaixada de Portugal em Pequim convidam-no a estudar português num curso de nível - Iniciação.

 

Cursos:

Nível – A1 – Iniciação

O curso é lecionado às quartas-feiras, das 18h às 20h, a partir de 13 de Março de 2019 para adultos e adolescentes. 

Inscrições:

Poderá inscrever-se até ao próximo dia 11 de Março.

Faça a sua inscrição AQUI

 

Informações adicionais:

- A propina é de 1200 RMB por cada módulo completo de 20h e inclui livro e material didático. O pagamento terá de ser feito em numerário.

- O pagamento deverá ser efetuado presencialmente na Embaixada de Portugal em Pequim, de segunda a sexta-feira, entre as 09h30 e as 12h00 e as 14h00 e as 18h00 nos dias uteis.

- Em caso de impossibilidade de deslocação à Embaixada para este efeito, deverá entrar em contacto através do seguinte endereço de correio eletrónico: maria.espada@mne.pt

- O curso terá lugar no Instituto Cervantes A1 Gongti Nanlu Chaoyang District.

- Os cursos requerem um número mínimo de alunos para terem lugar.

abc-alphabet-blackboard-265076.jpg

Estágio curricular - Delegação da AICEP em Pequim (Área de angariação de investimento)

A Delegação da AICEP em Pequim pretende conceder um estágio curricular a estudantes chineses de Língua Portuguesa.

O estágio consistirá numa formação prática em contexto de trabalho na área de angariação de investimento, tendo como principais funções:

a)    Apoiar na tradução e revisão de materiais informativos da AICEP;

b)    Apoiar em trabalho de pesquisa;

c)    Apoiar na organização de eventos e reuniões;

d)    Receber empresários e representantes de entidades locais que se deslocam à Delegação da AICEP para reuniões, seminários e conferências;

e)    Apoiar na redação de relatórios de reuniões e eventos;

f)     Assistir na receção de telefonemas.

O estágio, não-remunerado, terá duração entre 3 e 4 meses e será realizado em horário parcial, entre as 14:00 e as 18:00 nos dias úteis.

É condição obrigatória de elegibilidade que durante o período de estágio o estagiário se encontre inscrito numa universidade, com a qual a AICEP assinará o protocolo de estágio subjacente.

Os candidatos interessados deverão responder para a Conselheira para o Investimento da Embaixada de Portugal em Pequim (patricia.conceicao@portugalglobal.pt), enviando até 10 de Março de 2019 o seu curriculum vitae em Português e lista das disciplinas concluídas com as respetivas classificações obtidas.

 

Pequim, 21 de Fevereiro de 2019

estagio aicep 21 fev 2019.jpg

Próxima Eleição do Parlamento Europeu - 26 de maio de 2019 - VOTO ANTECIPADO

  

Próxima Eleição do Parlamento Europeu - 26 de maio de 2019

 

VOTO ANTECIPADO

 

Podem votar antecipadamente os seguintes eleitores recenseados no território nacional quando deslocados no estrangeiro[i]:

 

a)      Por inerência do exercício de funções públicas;

b)      Por inerência do exercício de funções privadas;

c)       Quando deslocados no estrangeiro em representação oficial de seleção nacional, organizada por federação desportiva dotada de estatuto de utilidade pública desportiva;

d)      Estudantes, investigadores, docentes e bolseiros de investigação deslocados no estrangeiro em instituições de ensino superior, unidades de investigação ou equiparadas reconhecidas pelo ministério competente;

e)       Doentes em tratamento no estrangeiro.

f)       Os cidadãos que vivam ou que acompanhem os eleitores mencionados nas alíneas anteriores, nos termos da alínea f), do n.º 2, do artigo 70.º-B.

 

Os eleitores acima mencionados, quando deslocados no estrangeiro, podem exercer o direito de voto nos dias 14, 15 e 16 de maio de 2019, junto das representações diplomáticas, consulares ou nas delegações externas dos ministérios e instituições públicas portuguesas previamente definidas pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, nos termos do artigo 70.º -E, da Lei Orgânica n.º 3/2018, de 17 de agosto.

 

ALERTA: Só serão considerados os votos antecipados recebidos nas mesas das assembleias e secções de voto respetivas, até às 8 da manhã do dia 26 de maio de 2019[ii].


[i] Nos termos do disposto no artigo 79.º - A, da Lei n.º 14/79, de 16 de maio, com as alterações introduzidas pelas Declarações de 17 de agosto de 1979 e de 10 de outubro de 1979, Decreto-Lei n.º 400/82, de 23 de setembro, Lei n.º 14-A/85, de 10 de julho, Decreto-Lei n.º 55/88, de 26 de fevereiro, Leis n.º s 5/89, de 17 de março, 18/90, de 24 de julho, 31/91, de 20 de julho, 55/91, de 10 de agosto, 72/93, de 30 de novembro, 10/95, de 7 de abril, 35/95, de 18 de agosto e Leis Orgânicas n.ºs 1/99, de 22 de junho, 2/2001, de 25 de agosto, 3/2010, de 15 de dezembro, 1/2011, de 30 de novembro, Lei n.º 72-A/2015, de 23 de julho e Leis Orgânicas n.ºs 10/2015, de 14 de agosto e 3/2018, de 17 de agosto, aplicável por remissão à eleição do Parlamento Europeu.

[ii] Dia e hora previstos no n.º 1, do artigo 32.º do Decreto-Lei n.º 319-A/76, que Regulamenta a eleição do Presidente da República e é aplicável à eleição para o Parlamento Europeu.

 

  Em 2019 há eleições: Exprima a sua vontade – VOTE.

Com o seu VOTO diga NÃO à indiferença!

ballot-black-and-white-black-and-white-1550337.jpg

Iº Congresso Mundial de Redes da Diáspora Portuguesa

O Iº Congresso Mundial de Redes da Diáspora Portuguesa irá decorrer no próximo dia 13 de julho, no Porto, no auditório da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC).

Esta iniciativa da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, em parceria com a Câmara Municipal do Porto, tem como objetivo reunir e colocar em interação representantes das principais Redes dos Portugueses da Diáspora.

As inscrições encontram-se abertas e deverão ser efetuadas para o correio eletrónico congressodiaspora@mne.pt até sexta-feira, dia 1 de março.

O programa provisório do Congresso é o seguinte:

Dia 13 de julho – Sábado

09h30m - Sessão plenária de abertura com intervenções de convidados especiais

10h30m - Sessões de trabalho temáticas considerando aos seguintes grupos: 1 - Redes de Associativismo; 2 - Redes de Ciência e Conhecimento; 3 - Redes da Economia e Desenvolvimento; 4 - Redes Cidadania; 5 - Redes Apoio Local

13h00m - Almoço volante

14h30m - Continuação dos trabalhos das mesas temáticas

17h30m - Sessão Plenária de Encerramento com os relatores dos grupos de trabalho e apresentação das recomendações e conclusões. Intervenções de encerramento.

20h00 - Jantar oferecido pelo Presidente da Câmara do Porto.

Dia 14 de julho –Domingo

Programa Social e cultural promovido pelo Município.

Transcreve-se abaixo a carta do S. Exa. o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas sobre o Congresso.

Embed Block
Add an embed URL or code. Learn more
GSECP.jpg

Dia Internacional dos Direitos Humanos - Declaração da Delegação da União Europeia na China

No passado dia 9 de dezembro, a União Europeia emitiu uma declaração sobre o 70.º aniversário da proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos pelas Nações Unidas.

Abaixo seguem os links para a Declaração em língua inglesa e chinesa e a página Weibo da União Europeia.

Portal da União Europeia na Internet:

[versão inglesa] EU Delegation Statement on International Human Rights Day

[versão chinesa] 欧洲联盟驻华代表团关于国际人权日的声明

Página Weibo da União Europeia:

https://www.weibo.com/1974271741/H6yd2x4o5?from=page_1001061974271741_profile&wvr=6&mod=weibotime&type=comment

Procedimento concursal - Professores e Leitores

Foi publicado em Diário da República o Aviso n.º 17774/2018, de 03 de dezembro de 2018 relativo à abertura de procedimento concursal para a constituição de reservas de recrutamento para Professores da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário e de Leitores ao nível do Ensino Superior e Organismos Internacionais da Rede de Ensino Português no Estrangeiro (EPE).

Informação complementar encontra-se disponível na página eletrónica do Camões, I.P. em Processos de Recrutamento / Procedimentos Concursais EPE / Procedimento concursal – Professores e Leitores – 2018/2019, em http://www.instituto-camoes.pt/activity/o-que-fazemos/ensinar-portugues/processos-de-recrutamento.

Job offer - Front Desk Officer

The Position:  Front Desk Officer

 

Location:  Embassy of Portugal in Beijing.

 

Start date: 2019 January 1

 

Duration: 1 year renewable  (with 2 month probation).

 

Working hours:  Regular working hours: 9.00-17.00 during weekdays, 40 hours per week.

 

Qualifications: 1. Chinese national; 2.Fluent in Portuguese and Chinese and English; 3. Bachelor degree or above; 4. Knowledge of Microsoft Office.

Duties:

1. Public attendance;

2. Office and administrative support (answer phones and support customers; organize files; prepare documents; schedule appointments). 

 

Salary:  Around 6.000 CNY after deductions.

 

If interested, please send your CV by email to pequim@mne.pt   

 

 

Application Deadline: 9th December 2018. 

Bolsa de formadores de Português

BOLSA DE FORMADORES DE PORTUGUÊS

 

A constituição da presente bolsa de formadores de Português visa suprir necessidades de contratação que se venham a verificar nos Cursos de Português promovidos pela Secção Cultural da Embaixada de Portugal em Pequim.

Requisitos

Podem integrar a bolsa de formadores candidatos que reúnam uma das seguintes condições:

i)                    ser falante nativo de Português e detentor de habilitação profissional para a docência da Língua Portuguesa;

ii)                   ser falante nativo de Português, ser detentor de habilitação literária ao nível do ensino superior e possuir experiência profissional comprovada no ensino de Português como língua estrangeira;

iii)                 possuir um nível de proficiência elevado em Português (mínimo C1), ser detentor de habilitação literária ao nível do ensino superior nas áreas da Língua e Cultura Portuguesas e experiência profissional comprovada no ensino de Português como língua estrangeira.

Horário

Os cursos de Português decorrem em horário pós-laboral, das 18:30 às 21:00, durante a semana, e/ou das 9:00 às 12:00 ao sábado de manhã.

Local

Instituto Cervantes – Pequim.

Candidaturas

Os interessados deverão formalizar a sua candidatura enviando os seguintes documentos para CCP-PEQUIM@camoes.mne.pt:

-        Ficha de candidatura;

-        Curriculum vitae.

Se possível, deverão indicar a sua disponibilidade de horário. A data limite de receção de candidaturas é 10 de novembro de 2018.

Outras Informações

Todos os pedidos de informação deverão ser enviados para o e-mail supracitado.

Tocando Portugal - trio “Rumos Ensemble”

poster concerto 11 de novembro Pequim %283%29.jpg

“Tocando Portugal" é o nome do concerto multimédia concebido e interpretado pelo trio “Rumos Ensemble”. O concerto terá lugar neste Domingo, dia 11 novembro, pelas 19 horas, no Concert Hall Meng Mei Wei da Universidade de Tsinghua.

Inovador e ambicioso, este projecto reúne uma selecção de música tradicional de dez regiões portuguesas, arranjadas para trio de violino, clarinete e piano; a projecção de filmes inéditos de cada região, evocando a beleza e riqueza natural e arquitectónica do nosso país; depoimentos de personalidades naturais de cada região, como António Victorino d’Almeida, Graça Morais, Janita Salomé, Carlos Alberto Moniz, Rosa Mota ou Lídia Jorge. 

 

A pertinência e singularidade deste recital emerge não só da interdisciplinaridade e transversalidade artística e estilística que alicerçam a sua génese, como da vontade de três músicos eruditos com carreiras internacionais assinaladas nos quatro continentes, de olhar para o património musical tradicional português com uma energia renovadora, contemporânea, porém acessível a todos os tipos de público, do mais erudito ao mais popular.

 

Para além da variedade e carácter eclético dos arranjos, da pertinência da recolha musical, do rigor, precisão técnica e artística dos intérpretes desta formação, a dimensão multimédia de “Tocando Portugal” , concebida e realizada por João Vasco, premiado em festivais de cinema nacionais e internacionais, desvenda, de forma sintética e apelativa, paisagens, cidades, bairros, monumentos, danças, costumes e pessoas, potenciando e reforçando a memória e a identidade colectiva do nosso povo, cuja história se confunde com a história das suas ruas, bairros, monumentos e cidades.

 

Tocando Portugal" é um espectáculo audiovisual profundamente português, reunindo música e intérpretes portugueses e imagens do nosso património natural e arquitectónico numa harmoniosa fusão entre história e contemporaneidade.

Para além de Portugal, este concerto foi apresentado em várias cidades no Brasil, Alemanha, França, Namíbia, África do Sul, Estados Unidos, Cuba, Suíça, Tunísia, Cabo Verde e China.

 Sob a égide do seu próprio nome, o Rumos Ensemble leva Portugal ao Mundo.

 

Luís Gomes

Iniciou os seus estudos no Conservatório Nacional, sendo diplomado pela Escola Superior de Música de Lisboa (licenciatura), pelo Conservatório Superior de Roterdão (U.M.), e Mestrado em Psicologia e Pedagogia da Música na F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa.

Enquanto estudante, foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.

Trabalhou com clarinetistas mundiais como: Guy Deplus, Michel Arrignon, Philipe Cuper, Walter Boykens, David Campbel, Josef Horák, Lorenzo Coppola e Henri Bok. Obteve vários prémios em concursos nacionais e internacionais. 

Foi júri dos Concursos Nacionais da J.M.P, do Prémio Jovens Músicos, do Concurso Internacional de Clarinete Júlian Menendez (Ávila, Espanha), do 2º Concurso Internacional de Clarinete Baixo (Espanha) e do Concurso Internacional de Clarinete «Saverio M;ercadante» (Itália). Foi solista das seguintes orquestras: Orquestra Mundial das Juventudes Musicais, Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, Nova Filarmonia Portuguesa, Sinfónica Juvenil, Orquestra Portuguesa da Juventude.

Tocou a solo com a Orchestrutópica, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, o Grupo de Música contemporânea de Lisboa e a Banda Sinfónica da PSP. Colaborou regularmente com a Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1989 e 2015, e colaborou ainda com as orquestras Sinfónica Portuguesa, Orchestrutopica, Sinfonietta de Lisboa e Metropolitana de Lisboa. É membro fundador do Trio de Clarinetes de Lisboa (actual Quarteto de Clarinetes de Lisboa), do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, do Rumos Ensemble e da direcção da CULTIVARTE Associação.

 

 

João Vasco 

Professor de piano na Escola de Música do Conservatório Nacional, divide-se entre os palcos, o ensino, a fotografia e o vídeo. Actuou em vários países na Europa, América e África e nas salas e teatros maisimportantes em Portugal. É autor e intérprete do CD “Alémfado”, uma compilação de fados arranjados para

piano solo por ilustres compositores portugueses do universo do Jazz e da música contemporânea. É diplomado pelo Conservatório Nacional de Lisboa (prof. António Toscano) licenciado pela ESML (prof. Miguel Henriques) e Mestre em Artes Musicais pela Universidade Nova de Lisboa. Como designer gráfico, fotógrafo e videasta colabora regularmente com instituições culturais e músicos portugueses. Desde 2010 coordena o departamento de imagem da EMCN. Em 2014 realizou a curta metragem “A Carruagem”, cuja autoria partilha com Anne Victorino d’Almeida, laureada no 9º Concurso do Inatel, apresentada no “Shortfilm Corner” em Cannes e vencedora do “Grand Prix Cinerail” em Paris.

 

 

Anne Victorino D' Almeida

Licenciada em violino pela Academia Nacional Superior de Orquestra na classe da professora Agnès Sarosi, Anne Victorino d’Almeida nasceu em França em 1978. Filha mais nova do pianista e compositor António Victorino d’Almeida, divide a sua carreira musical entre o ensino, a interpretação e a composição. Professora de violino na Escola de Música do Conservatório Nacional desde 2004, é regularmente convidada para orientar master-classes, destancando-se Maputo em 2011 e 2012 e Curitiba em 2013. Como violinista, tem mantido uma carreira muito intensa, tendo sido membro fundador do Quarteto Lopes-Graça entre 2004 e 2013 (vencedor de prémio autores RTP/2010) , para além de tocar com muita regularidade nas diversas orquestras portuguesas. Na área da composição, foi premiada em 1997 com o prémio “Melhor Proposta Musical do Teatro na Década 97”. A sua obra é diversificada, abrangendo obras corais, de câmara, sinfónicas e bandas sonoras. Actualmente, é membro fundador do Quarteto Camões e do “Rumos Ensemble”.

 

Procedimento concursal – Lista de ordenação final de candidatos  

 

A Embaixada de Portugal em Pequim informa que foi deliberado o seguinte pelo júri do concurso externo para o preenchimento de 1 (um) posto de trabalho, na categoria de técnico superior, da carreira de técnico superior, para exercer funções na Embaixada de Portugal em Pequim:

1. Proceder à avaliação curricular e avaliar as entrevistas profissionais dos candidatos e atribuir a cada uma destas a respetiva classificação final, considerando os elementos de avaliação em causa e os respetivos fatores de ponderação previstos e da qual resultou a seguinte lista de ordenação final:

1ª       Patrícia Isabel Luzio Dias 18.1 valores

2ª       Hélio Samuel Farinha Campos 12.0 valores

3º       Maria José Oliveira Martins 11.5 valores

4º       Miguel Bozonet Gafarot de Almeida 11.0 valores

 

2. Excluir do concurso todos os candidatos que faltaram à entrevista profissional, atendendo à natureza obrigatória da prova e ao caráter eliminatório de todos os métodos de seleção.

Candidatos excluídos por falta de comparência à entrevista profissional: 

·         Catarina Francisca Nunes da Cruz Ferreira

·         Francisco Manuel Rente Nunes Pereira

·         Sun Meixué

 3. Os candidatos ficam notificados em sede de audiência de interessados para, querendo, dizerem o que tiverem por conveniente no prazo de 10 dias úteis, nos termos e para os efeitos do artigo 6.º da Portaria 187/2013, de 22 de maio.

4. A Embaixada de Portugal em Pequim informa, por último, que os candidatos elegíveis dispõem de 10 dias úteis para comprovação da situação de residência regularizada junto das entidades locais, tendo em vista a efetiva contratação, tal como previsto no ponto 7.1 do Aviso de abertura, nos termos do artigo 5.º n.º 1 do Decreto-Lei 47/2013, de 5 de abril.